Obras

  • (____________________)
  escreva aqui o seu desejo

Ano de composição: 2021

Classificação: Orquestral / Eletroacústica-mista.

Instrumentação: 2-2-2-2 / 4-2-3 / Tpn-Vibrafone, bateria.

Execução: Orquestra FILMA

Regência: Cibelle J. Donza

Breve comentário sobre a obra:

A obra fala dos nossos anseios quando pensamos no futuro. Fala de nossos processos e fases ao tentarmos ter controle sobre o que não é possível por completo, projetando ali nossos desejos. Há uma mistura de linguagens composicionais, num processo de experimentações de caminhos que se encontram e formam um sentido coerente, mesmo quando parecem contraditórios num primeiro olhar. Isso é perceptível por exemplo, através da busca pela comunicação entre o tradicional, o moderno e o popular urbano.

  • Sexteto para 'Kahlar' - O Silêncio...

Ano de composição: 2010

Classificação: Música de Câmara / Eletroacústica-mista.

Instrumentação: Oboé, Vibrafone,
2 Violões, Violoncelo, 2 Sopranos, Percussão (Caixa Clara, Prato, Queixada e Bongôs) e Computador.

Gravação: Zarabatana Studio - 2012

Breve comentário sobre a obra:

Inspirada no quadro "Arbol de La Esperanza – Mantente Firme" da pintora mexicana Frida Kahlo. Traça também paralelos com outros quadros da pintora a partir da narratavia proposta pela compositora.

  • Silêncio Tardio

 

 

Ano de composição: 2013

Classificação: Música Acusmática (concreta / eletrônica)

Breve comentário sobre a obra:

Foi composta e estreada no Festival de Inverno do Vale Vêneto (2013). Utiliza o silêncio como metáfora para um estado psicológico de suspensão e passividade.

 

Foram utilizadas 3 captações da paisagem sonora de Vale Vêneto. A montagem/composição foi feita utilizando o software audacity.

O vídeo é um mero auxílio à escuta, colocado posteriormente pela compositora.   

Posteriormente, foi utilizada como fluxo subjacente na obra "(________) escreva aqui o sei desejo", estreada pela Orquestra Sinfônica Altino Pimenta em 2014.

  • Pasárgada em Noites e Luzes (muitas luzes)

Ano de composição em: 2017

Classificação: Orquestral

Instrumentação: 2 Flautas, 2 oboés, 2 clarinetes [+ 1 clarone]*, 2 fagotes [+ 1 contra-fagote]*, 4 trompas, 2 trompetes, 3 trombones tenor, 1 trombone baixo, percussão (tímpanos, vibrafone, tamtam, grancassa, prato, caixa, tigela de cristal ou tibetana) e cordas (violinos I e II, violas, celli e contrabassi). 

*opcional

Gravação: ao vivo pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC) em 2018.

Regência: Mo. Miguel Campos Neto 

Breve comentário sobre a obra:


Obra programática inspirada no poema:

"Desenvolvimento simultâneo de calor e luz em um lugar de deliciosas noites frias,

a crepitar como quem dança, num mundinho de noites e luzes, muitas luzes...

Dança fogo, dança!

Consome e apaga toda inverdade a ti pronunciada.

Seja para si e para todo o resto tão somente o que és: Fogo!

Dança fogo, dança! Incendeia!

 

Sejas em silêncio... O fogo que és"    (CJD)

 

Foi encomendada e estreada pela OSTP (Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz) em 2017.  

Estreia - 2017

OSTP (Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz)

Regência: Miguel Campos Neto

OTNCS (Orquestra do Theatro Nacional Claudio Santoro) - Brasília

Performance: 2019

Regência: Mariana Menezes 

  • O voo do Beija-Flor

Ano: 2013

Direção de som; sound designer e trilha original (início): Cibelle J. Donza

 

Quando as lágrimas de uma menina tocam as águas de um poluído rio da Amazônia,  ela viverá um mágico encontro com Arthur Bispo do Rosário (1911-1989), um dos nomes mais fascinantes da Arte Contemporânea Brasileira,  que teve nos resíduos sólidos a matéria prima para construir um mundo encantado  de miniaturas, embarcações  e objetos diversos. E como num toque de mágica, Bispo volta à vida para ensinar à garotinha que tudo que descartamos pode renascer de forma encantadora.
 

  • Gata Blueseira

Ano: 2019

Compositor: Ziza Padilha.

Solista: Dayse Addario

Orquestração: Cibelle J. Donza

Grupo: CameratAmazônica da EMUFPA

  • Verde Mar - Álibi de Orfeu

Arranjo da parte orquestral.

Ano:  2013